29 de Novembro de 2010

Lilocas, gatinha bebé a precisar de dono

Esta é a Lilocas, uma gatinha que foi recolhida na rua muito doente. Está completamente recuperada e agora só precisa de um dono. É extremamente meiga e brincalhona e super sociável quer com gatos quer com cães. Tem aproximadamente 3 meses de idade. Nasceu com as pálpebras do olho esquerdo unidas mas o olho é saudável. Quando for castrada aproveita-se a anestesia e separam-se as pálpebras. Não há por aí um dono para este doce?

28 de Novembro de 2010

Di, gatinho abandonado na rua ADOPTADO :))))

Actualização 04/12: O lindo Di já seguiu para uma casa nova :) Felicidades lindo!

Este gatinho foi abandonado ontem na rua em Arcozelo. Foi abandonado porque é meigo e não tinha uma única pulga, apenas estava magro... É um macho lindo, extremamente meigo, com cerca de 2.5 meses de idade. Foi para uma FAT até ao início da semana. Depois temos de arranjar onde o colocar. se puder acolher este pequeno temporária ou definitivamente entre em contacto connosco.

26 de Novembro de 2010

Remy retirada do canil ADOPTADA

Actualização 05/12: A nossa bebé seguiu hoje para uma nova casa. A ver se é desta... Felicidades lindona!

Actualização 26/11:
Devolvida. Não é compatível com a criança porque roí e morde e corre atrás da criança para brincar... Há alguém por aí que saiba o que é um cão???????

Actualização 30/10:
Adoptadaaaaaaaaaaaaa :)))) Foi lindo ver esta princesa a correr feliz na casa nova :) Felicidades princesa.

Actualização 26/10:
A linda Remy esteve doentinha mas ja está recuperada :) Será mostrada nos próximos dias a uma interessada. Façam figas ;)

Esta é a Remy, uma cachorrinha de porte mini que foi parar ao canil. Conseguimos arranjar uma FAT entre os nossos voluntários para esta princesa que entretanto já tinha imensos interessados. Infelizmente ficou doente, provavelmente devido a excesso de parasitas internos, e encontra-se neste momento ainda a recuperar. Assim que estiver ok seguirá para casa de uns donos responsáveis.

Precisamos de FAT urgente para a gatinha Infy ADOPTADA :)

Actualização 09/12: Boas notícias. Esta lindona já foi adoptada :)


Até amanhã tem de sair do veterinário uma gatinha que foi encontrada com um olho em muito mau estado. Está a ser tratada e medicada mas amanhã tem de sair do internamento e não temos onde a colocar. É extremamente meiga o que nos leva a supor que foi abandonada porque um gato nascido na rua não procura mimo nem deixa que lhe façam festas e peguem nele... Tem cerca de 3 meses de idade. O olho não voltará a ver mas os veterinários esperam conseguir ainda salvá-lo. Se puder ajudar a Infy entre em contacto connosco.

Casper gatinho perdido em Manhente

Este gatinho chamado Casper desapareceu da sua casa, em Manhente por trás da farmácia Coelho. Tem dois meses e meio no máximo é todo branquinho e olhinhos azuis. Muito brincalhão e meiguinho. Desapareceu no iníco da semana passada (15-16 de Novembro). Se avistar este pequenino entre em contacto connosco com urgência. Pertence a duas criança que sentem muito a sua falta.

25 de Novembro de 2010

Brook, cachorro encontrado abandonado ADOPTADO :)

Actualização 04/12: A pessoa que encontrou este lindo já não consegue ficar sem ele :) Final feliz!

Este pequeno, com cerca de 3-4 meses e que aparenta vir a ficar de porte médio, foi encontrado na rua abandonado. Conseguiu-se um local onde o colocar muito temporariamente. Precisamos com urgência de um dono ou FAT para este bebé. Se puder ajudar este lindo entre em contacto connosco.

Barney e Ted, dois gatinhos a precisar de dono

Estes 2 gatinhos, com cerca de 1 ano de idade, precisam com urgência de um dono. Encontram-se numa FAT. São sociáveis, dão-se bem com cães e habituados a estar dentro de casa. Se quiser adoptar um ou os dois pequenos entre em contacto connosco. Ajudem-nos a ajudá-los!

Toshi, gatinha sofrida a precisar de dono ADOPTADA :)

Actualização 04/12: Esta princesa já seguiu para uma casa nova :) Felicidades lindona!

Esta é a Toshi uma gatinha com 2 meses que já experimentou o lado mais terrível da vida. A Toshi foi encontrada por uma amiga com a pata partida e com uma senhora a correr atrás dela com uma vassoura. Quando foi recolhida estava em pânico e com uma pata fracturada... É uma gatinha extremamente meiga que adora outros gatos. Com cães está-se a habituar tendo algum medo mas sem ser agressiva! Se quiser levar esta belezura para casa entre em contacto connosco.

24 de Novembro de 2010

Zara para adopção ADOPTADA :)))))

Actualização 17/12: A nossa princesa, com a preciosa ajuda da Missão Pit (Sílvia e Rita) já seguiu para a casa nova :) Mais um final feliz para uma princesa!

Esta é a Zara, uma cadela jovem, cruzada de Staff (American Staffordshire Terrier) extremamente meiga e brincalhona. Com a ajuda preciosa do grupo Missão Pit Bull conseguimos retirar esta menina para uma FAT enquanto aguarda por um dono. Por pertencer à classe dos animais Potencialmente Perigosos são necessários alguns trâmites legais para que esta princesa possa ser adoptada. Caso esteja interessado em levar a princesa Zara para casa entre em contacto connosco.

URGENTE: 5 meninos enviados para abate amanhã de manhã (5ª feira 27 Nov)

Os animais das fotos vão ser enviados para abate amanhã de manhã. Se puder ajudar a salvar uma vida que seja contacte-nos com urgência.
Uma menina jovem, porte médio, extremamente meiga e sociável:

Uma menina adulta, porte grande, muito meiga e brincalhona:

Um menino adulto, porte pequeno, muito meigo e brincalhão:

Um menino jovem, de porte pequeno, ainda bastante assustado:

Um menino adulto, de porte médio, muito meigo e sociável:

16 de Novembro de 2010

Cadela perdida em Arcozelo

Acabamos de receber um apelo de uma cadela de porte pequeno, adulta, preta, tosquiada, sem coleira que fugiu em Arcozelo na zona do Calçado Sameiro porque se assustou com outro cão. Se a vir entre em contacto connosco com urgência.

8 de Novembro de 2010

Ajuda urgente necessária para a Orquídea IMAGENS FORTES ATENÇÃO

A nossa Orquídea, que se encontrava em FAT desde Abril deste ano, foi hoje, 8 de Novembro, atropelada com gravidade. Fugiu da FAT, que pretendia adoptá-la, e atravessou uma estrada movimentada. Tem vários golpes mas o mais grave é uma fractura da bacia. A articulação do fémur está completamente estilhaçada. Sem uma cirurgia não voltará a andar. Ao fim da tarde ou amanhã teremos um orçamento mais rigoroso mas apontaram para um mínimo de 500€. Não temos qualquer possibilidade de fazer face a mais esta despesa. Neste momento temos contas para pagar, precisamos de ração para os animais e não temos dinheiro para o fazer. Ajudem-nos a divulgar este apelo. Se alguém puder ajudar, nem que seja com pouco, por favor contacte-nos. Amanhã ou 4ª feira teremos de tomar uma decisão sobre a nossa menina... Ajudem-nos a ajudá-la...
O RX da fractura:
E os golpes profundos na barriga e na coxa:

Para ajudas os contactos são: animais.barcelos@gmail.com ou 911 970 207 / 935 822 662 (dias úteis 19H-22H). O nosso NIB é o 0033.0000.45377247670.05 do Millenium BCP. Para donativos enviem por favor um email a avisar do mesmo. Obrigado em nome da Orquídea.

6 de Novembro de 2010

Exposição Canina em Braga

Actualização 06/11: Ainda ninguém apareceu para ajudar a pagar os 200€ da nossa participação neste evento :( Precisamos de ajuda senão os nossos meninos não têm o que comer a partir do final da próxima semana...

Este ano mais uma vez vamos estar presentes na Exposição Canina de Braga. Trata-se de um evento com muita participação (o ano passado passaram por lá mais de 21.000 pessoas) onde poderemos divulgar o nosso trabalho, os nossos animais e angariar algum dinheiro para as despesas com os nossos peludos. Infelizmente a participação tem custos e para pagarmos a nossa participação vamos vender publicidade no nosso stand. Assim sendo:
- publicidade exclusiva (1 parede do stand de 2 existentes) -> 200€
- 2 A2 -> 100€
- 2 A3 -> 50€
- 2 A4 -> 25€
Serão passados recibos dos donativos entregues para este (ou qualquer outro) fim.
Ajudem-nos a conseguir estar presentes neste evento aumentado as possibilidade de adopção dos nossos pequenos. Ajudem-nos a ajudá-los!


2 de Novembro de 2010

Saiba o que fazer em casos de maus tratos, negligência e abandono de animais!

Porque nunca é demais difundir esta informação, publicamos um texto da ANIMAL sobre como proceder em caso de maus tratos, negligência e abandono:

Apesar de haver diversos diplomas que se referem à protecção dos animais e, em especial, à protecção dos animais de companhia, muitas destas disposições são habitualmente desconsideradas no modo como muitas pessoas tratam os animais (os seus, os das outras pessoas e os que estão abandonados). É, pois, de fundamental importância divulgar o mais possível os procedimentos a ter quando alguém se encontra perante um caso destes.

Salvo nos casos extremos em que haja uma justificada razão de legítima defesa (do indivíduo, de outra pessoa, de outro animal ou de bens), é sempre proibido cometer actos de violência contra animais de companhia, quer sejam animais pelos quais alguém seja responsável, quer sejam animais errantes. A violência contra animais é proibida e punível por lei, com coimas cujos valores podem variar entre os €500 e os €3740, podendo chegar até aos €44 890, se o autor dos actos for uma pessoa colectiva (uma empresa ou uma instituição). A negligência, nomeadamente a omissão de cuidados essenciais para a garantia do bem-estar dos animais no próprio alojamento (considerada como abandono nos termos do Art.º 6.º-A, do DL n.º 276/2001, de 17 de Outubro), é também proibida e punível neste quadro de sanções. A posse irresponsável de animais considerados potencialmente perigosos ou perigosos nos termos da lei (DL n.º 312/2003, de 17 de Dezembro), sobretudo quando apresenta claros riscos para a segurança pública, nomeadamente de pessoas e de outros animais, é proibida, assim como o treino destes animais para combates entre os mesmos e a própria organização e realização destes combates, sendo estes actos puníveis com coimas de valor compreendido entre os € 500 e os €3740, ou de até €44 890 Euros, se o acto for cometido por uma pessoa colectiva. Em qualquer caso e consoante a gravidade do ilícito contra-ordenacional, as autoridades podem decidir aplicar sanções acessórias várias, nomeadamente podendo declarar a perda dos animais a favor do estado com a consequente possibilidade de serem reclamados para adopção uma vez que sejam recolhidos aos canis/gatis municipais (é importante notar que, se não forem reclamados para adopção, os animais poderão ser mortos nestes canis/gatis, razão pela qual é sempre fundamental tentar encontrar boas soluções de adopção ou acolhimento permanente para garantir que os animais não serão, mais uma vez, vítimas, sendo mortos nos canis/gatis municipais).

A condução de um caso de crueldade contra animais deve acontecer do seguinte modo: se uma autoridade policial (PSP, GNR, Polícia Municipal ou outra) intervier e tomar conta da ocorrência, envia a participação do ocorrido ao Ministério Público da área, que avalia o caso e que, em princípio, o remete à autoridade veterinária local (médico veterinário municipal) ou regional (divisão de intervenção veterinária da direcção regional de agricultura da área), uma vez que, a não ser que tenha ocorrido a prática de um crime, compete a estas autoridades veterinárias iniciarem os procedimentos contra-ordenacionais legalmente previstos. Caso isto aconteça, ou caso a autoridade policial envie a participação para uma destas autoridades, ou caso uma destas autoridades receba a denúncia directamente e/ou se ocupe de intervir no caso desde o seu início, cabe-lhe sempre, em qualquer um destes casos, levantar o auto de contra-ordenação correspondente, competindo à autoridade veterinária regional (divisão de intervenção veterinária da direcção regional de agricultura da área) fazer a instrução do processo contra-ordenacional, remetendo-o depois à Direcção-Geral de Veterinária, que, enquanto autoridade veterinária nacional, deverá aplicar as coimas e sanções acessórias legalmente previstas (incluindo a perda dos animais a favor do estado) para o caso em questão.

Sempre que conhecer ou testemunhar alguma destas situações, saiba que compete às autoridades garantir que não aconteçam, assegurando a fiscalização e o cumprimento das normas legais vigentes de protecção dos animais. Se conhecer algum caso em que algum animal esteja a ser mantido de forma que lhe seja prejudicial num qualquer espaço, ou que não esteja a receber os cuidados elementares para que o seu bem-estar seja garantido, ou que tenha sido abandonado (e em que possua elementos acerca de quem o abandonou e das circunstâncias em que foi abandonado), ou que tenha sido ou esteja a ser vítima de maus-tratos por parte de alguém (seja o detentor do animal ou não), proceda da seguinte maneira:

Em casos urgentes, peça a presença e assistência imediata da autoridade policial da área (PSP ou GNR). Se o caso for grave mas se não for necessário pedir a colaboração imediata da autoridade policial no local, opte por ligar directamente para a esquadra da Polícia Municipal (se existir na área), da PSP ou posto da GNR da área, explicando a situação e pedindo à autoridade policial que compareça no local e que proceda de acordo com o que a lei prevê para o caso específico denunciado. Faça *sempre* uma participação da situação que denuncia à Polícia Municipal (PM), à PSP ou à GNR e fique com uma prova documental que confirme que fez essa participação e que foi recebida por essa autoridade. Cabe à PM/PSP/GNR dirigir-se ao local, avaliar a situação, impedir qualquer acto de violência, negligência ou abuso de animais, desde que seja proibido por lei, identificar os autores destas infracções e participar a situação ao Ministério Público ou directamente à autoridade veterinária local ou regional.

Lamentavelmente, os actos de violência, negligência e abandono de animais não são tipificados como crimes (excepto se os animais tiverem proprietário, caso em que poderá haver crime de dano), mas como contra-ordenações. Cabe ao Médico Veterinário Municipal da câmara municipal da área, enquanto autoridade veterinária local, fiscalizar e aplicar a legislação vigente de protecção dos animais, competência que partilha e que deve executar juntamente com o Presidente da Câmara Municipal e com as autoridades policiais. As autoridades policiais podem também pedir a colaboração do Médico Veterinário Municipal, da Direcção Regional de Agricultura da área (autoridade veterinária regional) ou da Direcção Geral de Veterinária (autoridade veterinária nacional). Qualquer destas autoridades pode receber directamente uma participação de um caso de crueldade.

Se o animal que for vítima de abuso tiver proprietário, uma vez que (infelizmente) os animais são "coisas", do ponto de vista jurídico, o proprietário do animal que tenha sido vítima de violência pode, cumulativamente com a queixa que originará um processo de contra-ordenação, apresentar também uma queixa-crime contra o autor da violência contra o animal, uma vez que essa situação configurará também, em princípio, um crime de dano.

Atenção: NÃO aceite um NÃO como resposta das autoridades. A legislação em vigor responsabiliza as autoridades acima referidas pela fiscalização e aplicação destes diplomas e das normas que estabelecem. Contacte a ANIMAL (através do 96 1320818, 96 2358183 ou do e-mail info@animal.org.pt sempre que tiver alguma dúvida acerca de como proceder nestes casos.

NOTA: Por se tratar também de uma das autoridades responsáveis pelo tratamento destes casos, passamos a indicar o contacto do SEPNA (Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR) - Linha de Emergência Nacional -> 808 200 520

1 de Novembro de 2010

Simba há mais de 1 ano à espera de um dono

Actualização 27/04: Mais fotos do nosso príncipe.

Post anterior:
O nosso Simba (post anterior aqui) que está connosco desde o 1º dia de vida ainda não arranjou um doninho. Foi adoptado uma vez mas não se adaptou a viver em apartamento sem outros cães. Ele está connosco há tempo a mais e por isso é um pequeno super sociável com outros cães mas com algum medo de estranhos. Precisa de alguém com alguma paciência, com quintal e de preferência com outro cão. É um doce. Só quem convive com ele diariamente é que sabe como é especial. Se quiser adoptar o nosso príncipe entre em contacto connosco. É de porte médio e tem pouco mais de 1 ano de idade.

Beethoven ainda sem dono ADOPTADO :))))

Actualização 24/11: O nosso querido Beebee foi muito bem adoptado :))) Felicidades lindo!

Lembram-se do Beethoven? (post inicial aqui) Este lindo ainda não arranjou um doninho. Só agora ficou 100% ok para seguir para uma casa nova. Tem neste momento cerca de 5.5 meses e vai ser de porte muito grande. É meigo, brincalhão e muito sociável. Se quiser levar este grandalhão para casa entre em contacto connosco.